Pagamento mínimo do cartão pode aumentar dívidaOs juros médios mensais cobrados no cartão de crédito caíram pelo quarto mês consecutivo e chegaram a 9,6% em junho, o menor patamar desde a mudança nas regras do rotativo. As informações são da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito (Abecs), através de levantamento com as seis principais instituições financeiras no país.
De acordo com a Abecs, o patamar foi alcançado na última semana do mês, e corresponde a uma taxa de juros de 200,8% ao ano. O levantamento da instituição mostra que as taxas médias vem caído desde abril, mês em que entrou em vigor a determinação do Conselho Monetário Nacional, órgão do Banco Central.
Pela regra, as empresas só podem manter clientes na modalidade rotativo – a mais cara dentre as opções de crédito – em até 30 dias após o vencimento da fatura. Após esse prazo, devem oferecer outras modalidades.
Na média de todas as instituições que atuam no país, os juros do rotativo do cartão de crédito para pessoas físicas subiram de 377,9% para 378,3% entre maio e junho, segundo os últimos dados do Banco Central. A divulgação com dados do mês de julho está prevista para o dia 25 de agosto. (Fonte: MSN)