Zenildo dos Santos Júnior, braço direito do líder “Marreno”, morto há 3 dias, foi detido após ordenar “toque de recolher”. Em resposta, CIPE/Polo e Rondesp dizem que bandidos “não terão descanso”.


Após a morte do líder de uma facção criminosa, Marcelo Batista dos Santos, o ‘Marreno’, em confronto com a Força-Tarefa da SSP anteontem, traficantes disseminaram mensagens de ameaças de toque de recolher. Um dos acusados de divulgar as mensagens foi detido. Na tarde desta sexta-feira (11), policiais da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Polo, capturaram no município de Catu, o criminoso Zenildo dos Santos Júnior, integrante da mesma facção criminosa de ‘Marreno’. Segundo a polícia, Zenildo estava disseminando as mensagens via WhatsApp determinando o fechamento do comércio local.