VEJA VÍDEO:DEPOIMENTO DE GEDDEL À POLÍCIA FEDERAL É DIVULGADO



Durante a audiência de custódia nesta quinta-feira (06/07), em que o juiz federal Vallisney de Souza Oliveira decidiu manter a prisão preventiva do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB), o peemedebista negou que tenha telefonado para a mulher do doleiro Lúcio Funaro com intuito de evitar que ele fizesse delação premiada, como suspeita o Ministério Público. “Tenho a crença inabalável, convicção, de que em nenhum momento tomei nenhuma atitude que pudesse ser de longe interpretada como embaraço à Justiça ou às investigações, muito ao reverso”, afirmou o ex-ministro. Geddel pediu ainda que fossem concedidas medidas restritivas alternativas em substituição à prisão. Apesar de ter permanecido quieto em boa parte da audiência, o ex-ministro negou que em algum momento tenha pressionado alguém para que deixasse de fazer algo do interesse da Justiça.

Veja o vídeo:

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.