' FOI UMA BRINCADEIRA',DIZ JOGADOR FILMADO EM MASTURBAÇÃO COLETIVA NO VESTIÁRIO

'

Um vídeo gravado no vestiário do Sport Clube Gaúcho, avaliado pelos atletas como uma 'brincadeira entre amigos', foi parar nas redes sociais e motivou a demissão dos envolvidos. Arrependidos, os jogadores falaram ao 'UOL' sobre a repercussão do caso, que afetou suas carreiras e relacionamentos pessoais.

Nas imagens, que foram divulgadas em um grupo do WhatsApp, um dos jogadores aparece masturbando dois se seus companheiros. O caso ocorreu no fim da última semana.

O meio-campo Guto afirma que os jogadores envolvidos na polêmica não são homossexuais. "Foi uma brincadeira. Até no próprio vídeo a gente aparece dando risada. Quem olha, sabe que não tem maldade, vai perceber que foi brincadeira. As pessoas têm preconceito, mas nenhum dos três é homossexual, gay. Os três são casados ou têm namorada. O vestiário estava cheio, foi uma brincadeira, demos risada. Não sabíamos que daria essa repercussão. Não foi nada para magoar alguém", revelou.

O atleta ainda disse que exagerou: "A gente errou em fazer essa brincadeira, a gente tem noção disso. Passou do limite da brincadeira por estar pelado, por envolver sensualidade, essas coisas. A gente se arrependeu, estamos envergonhados. Eu entendi a posição dele pela repercussão muito grande. Envolve torcida, patrocínio, dinheiro, foi melhor assim", disse o volante, que aparece nas imagens.

O volante Caio, porém, não poupou a direção do clube. Segundo ele, a mudança de posição do presidente Gilmar Rosso foi para se promover diante do ocorrido.

"O presidente disse que não ia nos desligar, mas sofremos essa punição, imaginei que isso ia acontecer. Vazou no Brasil inteiro o vídeo. Acho que quando o Gilmar viu o vídeo, ele tratou de boa, tranquilo. Acabamos não indo no jogo de domingo e na segunda fomos treinar normalmente. E aí ele disse que ia acertar com a gente. Ele não quis fazer o acerto para gente, não quis dar o que tínhamos de receber. Tivemos que pelejar muito para ter o acerto. Ele queria que saíssemos com uma mão na frente e uma atrás e isso não era certo. Os maiores prejudicados fomos nós, fizemos aquilo, mas não tinha o símbolo do clube", analisou Caio.

O terceiro jogador que aparece no vídeo, Alison, se negou a dar entrevista sobre o ocorrido.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.