TRIBUNAL AMPLIA PARA R$ 1,8 BI BLOQUEIO DE BENS DO PP NA LAVA JATO


partido progressistaO Tribunal Regional Federal da 4.ª Região, em Porto Alegre ampliou para R$ 1,8 bilhão o bloqueio de bens do Partido Progressista, e de seis filiados à legenda, no âmbito da Operação Lava Jato. O confisco se dá em ação de improbidade movida pelo Ministério Público Federal contra o partido, 10 políticos e um assessor. As informações são da Procuradoria da República no Estado do Paraná. O desembargador federal Ricardo Teixeira do Valle Pereira reviu a decisão proferida pela 1.ª Vara Cível da Justiça Federal do Paraná, em abril deste ano, e determinou a ampliação da indisponibilidade cautelar dos bens do Partido Progressista (PP), Pedro Corrêa, Pedro Henry, João Pizzolatti, Mário Negromonte, Nelson Meurer e João Genu, nos termos do pedido feito originalmente pelo MPF, para fins de ressarcimento do dano material causado ao erário no valor de R$ 460.636.517,60, o qual, acrescido de multa civil de três vezes o referido valor, atinge a soma de R$ 1.842.546.070,40. (Fonte: Política Livre) 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.