PATROCINADORES


quarta-feira, 9 de novembro de 2016

SEABRA: RESUMO COMPLETO SOBRE A TENTATIVA FRUSTRADA DO ASSALTO DO BANCO DO BRASIL


Um assalto a uma agência do Banco Brasil do município de Seabra foi frustrado nesta quarta-feira (28), quando a esposa do gerente era mantida como refém por assaltantes e o gerente ligou para diretores do banco enquanto ocorria o fato. Avisados pela instituição, investigadores da 13ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Seabra) conseguiram localizar rapidamente o cativeiro e libertaram a mulher, que estava  sendo vigiada por um dos criminosos, identificado como Maurício de Alves Melo, o “Risadinha”, de 35 anos, natural do Ceará.

Algumas horas antes, o gerente e sua mulher foram surpreendidos na residência onde moram, por três homens armados que anunciaram o plano para roubar a agência. O casal foi levado pelos bandidos, no Toyota Corolla do gerente, até um terreno de mata fechada, na zona rural de Seabra, onde a mulher, permaneceria sob a vigilância de “Risadinha”, ameaçada de morte caso o gerente não atendesse a exigência da quadrilha: pegar todos os malotes de dinheiro que estivessem no cofre e entregar a eles.

Dirigindo seu próprio carro, o gerente e dois criminosos saíram do local e rumaram para um trecho da BR – 242, onde um quarto homem, que estava a bordo de um veículo preto, os aguardava. Neste local, o gerente recebeu ordens de seguir sozinho até a agência bancária, no centro de Seabra, para buscar os malotes. Os três seqüestradores seguiram destino ignorado. Na agência, no entanto, o gerente ligou para seus diretores, que entraram em contato com a 13ª Coorpin.
De posse das informações dadas pelo gerente, equipes do Grupo Avançado de Repressão a Crimes Contra Instituições Financeiras (Garcif), de Itaberaba, da 29ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) e da Companhia de Ações Especiais do Semiárido (Caesa) empreenderam buscas para localizar e prender bandidos, uma vez que “Risadinha”, havia morrido em confronto com policiais que resgataram a mulher.

Ao notar a chegada das viaturas da polícia, “Risadinha” fugiu, sendo perseguido pela mata por alguns policiais. Percebendo que não conseguiria escapar, o bandido atirou contra eles, que revidaram, atingindo-o. Portando um revólver calibre 38, com cinco munições deflagradas, “Risadinha” acabou não resistindo ao ferimento e morreu. Armas e cápsulas deflagradas já foram encaminhadas para a perícia. Os três comparsas dele continuam sendo procurados.
 
Informaçoes - Ascom/PC





Nenhum comentário:

Postar um comentário