PATROCINADORES


segunda-feira, 21 de novembro de 2016

PRESO MORTO COM REQUINTES DE CRUELDADE NA CADEIA DE BARREIRAS


Prisioneiros executaram, de forma brutal, ainda não se sabe por qual motivo, mais um companheiro de presídio no complexo policial do bairro Aratu, na cidade de Barreiras. Adailson Barbosa Vieira, de 21 anos, conhecido por Ceará Macumbeiro, 36 anos, foi espancado, decapitado, teve os olhos arrancados e a língua decepada por outros detentos. Agentes de plantão ouviram o barulho, mas não conseguiram conter os agressores, porque a cadeia que tem capacidade para 33 presos está superlotada, com mais de 100 homens. Os encarcerados expuseram um bilhete que foi colocado sobre o corpo do detento, com as frases: queremos nossos direitos, estamos com fome, cobal e visitas toda semana. Cobal é uma prática em que as famílias ganham a liberdade de levar comida, roupas e medicamentos para eles. Ceará é acusado de vários crimes de homicídio em Barreiras. Foi preso no mês de setembro deste ano, portando um carregador de pistola ponto-40, com onze munições intactas;um revólver 38 e várias munições de calibres ponto – 40 e 380 dentro de uma bolsa, na Avenida Joana Angélica, no bairro Bela Vista, entre o Hospital do Oeste e o posto Turbinas. (Alô Alô Salomão)

Nenhum comentário:

Postar um comentário