PATROCINADORES


segunda-feira, 14 de novembro de 2016

PASTOR É CONDENADO POR PEDIR VOTOS DENTRO DA IGREJA


pastorA Justiça Eleitoral condenou Abimael Almeida Motta a pagar uma multa de R$ 5 mil por ter feito propaganda eleitoral em uma igreja, em Lauro de Freitas, durante as eleições deste ano. Segundo a denúncia feita pela coligação “Resgatando a Esperança para o Povo de Lauro de Freitas”, que teve Mateus Reis (PSDB) como candidato ao Executivo, o Pastor Abimael fez pedido expresso de votos para a então candidata à prefeitura pelo PT, Moema Gramacho, durante o evento “Congresso de Missões”.
O denunciante argumentou que o pastor utilizou da sua liderança religiosa para influenciar “na mente dos seus discípulos ditando-lhes em quais candidatos votar, afetando, de tal modo, a liberdade do voto e o equilíbrio que deve existir entre os postulantes a cargo eletivo”. A legislação eleitoral proíbe a propaganda em templos religiosos. A coligação de Mateus Reis também pediu que Moema fosse punida pela publicidade ilegal por estar presente no momento em que foram pedidos os votos, mas a Justiça não acatou a solicitação.

Se a moda pega e a Justiça Eleitoral multar cada religioso que pedir votos aos seus fiéis, o Governo resolveu seu problema de arrecadação. Nem vai precisar da famigerada PEC 241.

Nenhum comentário:

Postar um comentário