PATROCINADORES


domingo, 13 de novembro de 2016

MUCUGÊ .ICATU E ANDARAÍ SÃO MAIS OPÇÃO DE TREKKINGS NA CHAPADA DIAMANTINA;CONHEÇA ROTEIROS

caim
Os principais atrativos são o mirante da Rampa do Caim (foto), a entrada do cânion do Guariba e as cachoeiras selvagens do rio Guariba | FOTO: Reprodução/Tom Alves |
Dando continuidade à série de roteiros de trekkings na Chapada Diamantina, o Jornal da Chapada apresenta o percurso Mucugê, Igatu e Andaraí. Mas antes de falar sobre alguns dos vários roteiros possíveis entre estas localidades, vamos conhecer um pouco mais dos três municípios com arquitetura histórica e cultura diversificada.
foto
Cemitério Bizantino de Mucugê | FOTO: Tatiana Azeviche/Setur
Mucugê
Nesta linda cidade, foram descobertos os primeiros diamantes da Chapada Diamantina, em 1844. Uma de suas atrações mais interessantes é o único cemitério de estilo bizantino do Brasil, que chama a atenção de quem chega à cidade. Ele é composto por jazidas em forma de igreja, todas pintadas de branco, que lembram o estilo arquitetônico neogótico de meados do século 18. Mucugê é tombada como patrimônio nacional pelo Instituto Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e foi construída nas margens da Serra do Sincorá.
Rodeada por montanhas, a temperatura média na cidade é de 19˚C. O seu principal destaque é o Parque Municipal de Mucugê, onde está localizado o Parque Sempre-Viva, projeto bem sucedido de educação e preservação ambiental, além do Museu Vivo do Garimpo. É também um município privilegiado, já que 52% do seu território são cobertos pelo Parque Nacional da Chapada Diamantina.
igatu
A vila de Igatu | FOTO: Reprodução |
Igatu
Já Igatu é um distrito que pertence ao município de Andaraí e fica localizada entre a sede e Mucugê. A pequena vila de Igatu viveu o apogeu e a decadência do garimpo, deixando os sinais de sua história estampados na arquitetura e no estilo de vida tranquilo dos moradores. O vilarejo é tombado como patrimônio nacional pelo Instituto Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e possui diversos atrativos especiais, como as ruínas das casas de pedra construídas pelos garimpeiros, que deram ao local o apelido de Machu Picchu brasileira.
Outra surpresa para os visitantes é a Galeria Arte e Memória, um museu a céu aberto, que guarda utensílios do garimpo e dos escravos, além de realizar exposições temporárias de artistas plásticos renomados. Com seis cachoeiras ao seu redor, a vila vem se especializando em turismo histórico-cultural, bem como no turismo de natureza e aventura, impulsionado especialmente pela prática do trekking e da escalada, vocações naturais de Igatu.
Cidade histórica de Andaraí | FOTO: Reprodução |
Andaraí
A cidade de Andaraí fica na região central do Parque Nacional da Chapada Diamantina e possui fácil acesso para diversos atrativos naturais da região, como o Poço Encantado (Itaetê), o Rio Marimbus e a Gruta da Paixão. O principal rio que banha o município é o Paraguaçu, um dos raros cursos d’água permanentes no Nordeste. No centro da cidade, os prédios são coloniais da segunda metade do século 19.
As praias do rio Paraguaçu, o Pantanal do Marimbus, a Vila de Igatu, a Cachoeira do Ramalho, a Lapa do Bode, as piscinas do Rio Coisa Boa, as cachoeiras do Rio Garapa, os poços da Donana e da Paraíba são os principais atrativos naturais do município.

Pronto, depois de um breve resumo de cada município deste roteiro de aventuras pela Chapada Diamantina, podemos desbravar as possíveis combinações de trekking entre estas localidades.
foto555
Cânion do Paraguaçu | FOTO: Reprodução/Joaab Rocha |
1. Cânion do Paraguaçu
Esta é a maior travessia de cânion da Chapada Diamantina, são 40km aproximadamente, executados em três dias de caminhada pela região mais preservada do rio Paraguaçu. Quase não há trilhas, a maior parte da travessia é feita pelo leito do rio. O cânion do Paraguaçu está localizado entre as cidades de Mucugê e Andaraí, os principais atrativos são as cachoeiras da Sibéria, do Sucuiuiú e da Donana, algumas tocas antigas da época do garimpo. Este trekking é de alto grau de dificuldade.
1º dia: Saindo de Igatu de carro até o Mar de Espanha, onde inicia a caminhada, seguindo por uma antiga estrada garimpeira até a Cachoeira da Sibéria. A partir daí o cânion fecha e segue pelo leito do rio Paraguaçu, após 1h de caminhada chega-se à Cachoeira do Sucuiuiú, que deságua no rio Paraguaçu, fim de tarde chegada à gruta do Paraguaçu que fica no alto do cânion, sua boca mede aproximadamente 60 metros. Pernoite no local.
2º dia: Seguir pelo leito do rio Paraguaçu. Apesar de ser um dia com muitos banhos, é muito cansativo pela questão de pular pedra e fazer travessias de rio. Pernoite em acampamento selvagem próximo ao Praião do Toco Queimado, antigo garimpo de diamantes.
3° dia: Saída rumo a Andaraí ainda pelo cânion do Paraguaçu, passando por baixo da Rampa do Caim, próximo a Igatu. Chegada ao encontro dos rios Pati e Paraguaçu e, no final do dia, no Poço da Cachoeira da Donana, próximo ao local em que o carro de apoio levará para Andaraí.
foto666
Pórtico do rio Guariba no Parque Nacional da Chapada Diamantina | FOTO: Reprodução/Blog Cuca de Prata |
2. Vale do Guariba
Este vale é pouco conhecido e não há trilhas em seu interior. A expedição sai de Igatu sobre o leito do rio Pati até a foz do rio Guariba, onde há diversas áreas inóspitas, tendo a possibilidade de ver animais selvagens. Os principais atrativos são o mirante da Rampa do Caim, a entrada do cânion do Guariba e as cachoeiras selvagens do rio Guariba. Esse roteiro é exclusivo da empresa Chapada Trekking.
1ºdia: Saída por uma antiga trilha garimpeira para a rampa do Caim, passando por um mirante com vista do cânion do rio Paraguaçu e do vale do Pati. A descida para o rio Paraguaçu é forte, mas o banho é recompensador, seguir pelas margens do rio Pati, pulando as pedras do rio até o acampamento, onde será o pernoite.
2º dia: Continuar subindo o rio Pati, com diversos poços para banho durante todo o dia até a foz do rio Guariba, a tarde ainda será possível uma entrada rápida no início do Cânion do Guariba. Montar acampamento próximo ao encontro dos rios Pati e Guariba.
3º dia: O início do caminho será pela água, não há alternativa! Nadar até o início do cânion, seguir rio acima passando por diversas cachoeiras até a maior queda, como não é um roteiro conhecido, não há nomes nas cachoeiras, a última tem cerca de 200 metros de altura. A volta é pelo mesmo caminho, pulando pedra, seguindo rio de volta à toca do Guariba.
foto444
Cachoeira Califórnia fica em Igatu | FOTO: Açony Junior |
4º dia: Ainda sem trilha batida, seguir cerca de 2h pela mata por uma antiga trilha muito fechada até a casa do Seu Jóia, morador do vale do Pati. Depois subir a ladeira do Império cerca de 1h30, é possível contemplar a vista do Império para o Vale do Pati, após o mirante passar pelo assento da rampa e daí em diante é só descida, com destaque para vista para o Marimbus (o pantanal da Chapada) e para entrada do cânion da cachoeira do Ramalho, a trilha passa por diversas áreas de garimpos até chegar à cidade histórica de Andaraí.
3. Andaraí/Igatu/Mucugê
1º dia: Saindo de Andaraí, seguir rumo a Igatu, por uma trilha antiga, passando pela estrada real, que ligava a Chapada Norte a Minas Gerais. São cerca de 4,5 km de trilhas com muitas subidas, passando pela maravilhosa cachoeira do Califórnia, apenas 30 minutos de caminhada de Igatu, passando no caminho pelas ruínas do antigo bairro Luís dos Santos e pelo museu e galeria de arte de Igatu. Um dia de história e pouca caminhada pra relaxar.
2º dia: Sugere-se que um carro de apoio faça um transfer até o início da trilha para a Cachoeira das 3 Barras. São cerca de 2h de caminhada, descendo a serra, cruzando o rio Piaba, e subindo cânions até a Cachoeira das 3 Barras. Depois subir o cânion do rio Piaba, por cerca de 50 minutos, até a Cachoeira dos Cristais, com aproximadamente 150 metros de altura, fica localizada no fim de um cânion entre grandes paredes de formação sedimentares. Seguir de volta ao início da trilha para pegar o carro de apoio e finalizar a aventura na cidade de Mucugê.
Todos os três roteiros aqui apresentados são de autoria da empresa Chapada Trekking.


Nenhum comentário:

Postar um comentário