PATROCINADORES


segunda-feira, 28 de novembro de 2016

MOTORISTA DE ÔNIBUS ERA CÚMPLICE DE ASSALTANTE EM SALVADOR


Ser surpreendido por ladrões que agem diariamente dentro dos ônibus em Salvador é o temor de muitos passageiros. Agora, ter o coletivo conduzido por um dos criminosos, com certeza, é uma situação inimaginável. Pelo menos, até a quarta-feira, 23, quando um motorista do Consócio Salvador Norte (CSN), de prenome Isac, foi apontado por um suspeito de roubos a ônibus de ser o mentor de diversas ações ocorridas em coletivos na área do Rio Vermelho e Ondina. Ednei Carvalho Neves Júnior, 19 anos, o Pito (foto) , foi detido por policias militares, próximo ao Bompreço do Rio Vermelho, minutos depois de roubar o cobrador e os passageiros de um ônibus do CSN, que fazia a linha Rio das Pedras/ Campo Grande. Conduzido à sede do Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc), Pito revelou aos investigadores que, além dele, outros criminosos vinham agindo na localidade com o apoio de Isac, motorista de um micro-ônibus que faz a linha Praça da Sé/ Iguatemi. Em depoimento, ele contou que Isac aliciava os ladrões e marcava um ponto estratégico para que eles entrassem no ônibus e praticassem o crime. Na ação, ele figurava também como vítima e, como de praxe, registrava ocorrência no Gerrc. Segundo Hélder Santana, investigador do Gerrc, entre dezembro de 2015 e agosto de 2016, o motorista registrou 11 ocorrências na unidade. Em relato à polícia, Ednei contou que nunca quis participar do esquema de Isac. No entanto, conhece várias pessoas que agiram sob seu comando, inclusive, seu primo de prenome Edimário, que encontra-se preso. Conforme João Reis, coordenador do Serviço de Investigação (SI) do Gerrc, a polícia já estava desconfiada do número de roubos sofridos por Isac, contudo não tinha como ligar ele aos crimes. “Edimário já havia nos dito informalmente”, disse ele. Ainda segundo Reis, Isac foi intimado a comparecer ao Gerrc para prestar esclarecimentos como vítima, mas, ao ser questionado, falou que só falaria na presença do advogado. (A Tarde)

Nenhum comentário:

Postar um comentário