vaquejaO promotor Alsemo Lima Pereira, da 1ª Promotoria do Ministério Púbico da Bahia (MP-BA), autorizou a realização de vaquejadas em Feira de Santana, desde que seja feita visando o bem estar do animal, inclusive com a presença de médicos veterinários durante todo o evento. A informação foi divulgada pelo site “Bom dia, Feira”. O presidente da Associação Baiana de Vaquejadas, Valmir Veloso, comentou a decisão e disse que não há motivos para comemorar. “Comemorar não, porque a gente sabe que é o certo. Pedimos a solicitação, o promotor acatou e nós achamos que isso é o certo e que temos o direito de exercer”, disse ao site.

Valmir ressalta que a proibição deve existir apenas para aquelas que forem feitas de forma irregular. “Existem as vaquejadas que são regulamentas e tem aquelas que não são legais, são as clandestinas. Essas é que devem ser coibidas, as que procuram o bem estar animal não podem ser proibidas”, afirmou.