PATROCINADORES

sábado, 17 de novembro de 2012

PRINCÍPIOS BIBLICOS: FALTA DE SEXO É CAUSA DE DIVÓRCIO ENTRE CRETES


PRINCÍPIOS BIBLÍCOS: Falta de sexo é causa de divórcio entre crentes

Casamentos cristãos estão naufragando por não aplicarem os conceitos bíblicos na vida conjugal. Pastor presbiteriano Paulo Junior ensina sobre o sexo no casamento, que muitas vezes é motivo de ruína na relação matrimonial.

Ele cita 1 Coríntios 7, que fala sobre o relacionamento entre marido e mulher. (“O marido pague à mulher a devida benevolência, e da mesma sorte a mulher ao marido. ...)” e diz que os princípios bíblicos balizam o casamento em uma relação saudável.

“Nós precisamos aprender isso, as relações sexuais, dentro do contexto do matrimônio, são mandamentos.”

Apontando para Provérbios 5, ele incentiva os casais a terem uma vida sexual ativa, afirmando que o sexo é “ prazeroso”, “gostoso”, “feito por Deus”, para ser feito dentro do matrimônio. Segundo ele, a carta de Coríntios aponta que não fazer sexo é pecado e que por isso muitos estão em crise.

Algumas pessoas sofreram sequelas nessa área, como mulheres que foram ofendidas quando solteiras e agora tem bloqueios para realizar uma relação sexual. Assim, diz o pastor, isso deve ser trabalhado.



O corpo de um pertence ao outro, ele aponta. E ressalta que a mulher deve levar o homem ao clímax bem como o homem à mulher. Ele rechaça a atitude, por exemplo, de um homem que chega tarde em sua casa, trata a mulher com “estupidez” e como se ela fosse um “objeto”. Ambos tem que saber tratar-se com carinho e levar um ao outro ao prazer máximo.



No sexo também, há liberdade, aponta Paulo Junior, em que ambos podem buscar meios para atingir o prazer. E satisfazendo a curiosidade de muitos, ele afirma que o sexo anal é proibido, alegando que isso vem de elementos da pornografia.

Usar a área sexual para fazer chantagem também é errado e pode ser perigoso, segundo ele. “Você não pode usar o sexo como jogo de interesse, você não pode manipular relação através do sexo”. O pastor presbiteriano alerta que uma vez que um se fecha para isso, por motivos como “não conseguir um ‘sim’ por algo”, isso pode levar o parceiro a ir buscar outras fontes.



Assim, atitudes como essa e o fato de não se manter uma relação sexual regular, pavimenta o caminho para o cônjuge trair o parceiro. O parceiro vai buscar na pornografia, masturbação e finalmente pode chegar a um adultério.



“Muito do adultério é  causado por casais não terem vida sexual ativa, dos cônjuges não serem satisfeitos por seus parceiros”.

Ele urge que os Cristãos, assim, busquem na Bíblia os princípios para um bom relacionamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.